Reflexão

Na parábola do filho pródigo encontramos uma frase que o filho mais moço disse:

Levantar-me-ei e irei ter com o meu pai.

É uma frase um tanto simples sob uma ótica natural. Entretanto, adentrando na narrativa bíblica vamos encontrar a gravidade do assunto. Os fundamentos para que ele se sentisse dessa maneira e o verdadeiro proposito da parábola em questão.

Não quero me deter em explicar ponto a ponto da parábola tão conhecida em nossos dias. Filmes, livros e mais livros, músicas, pregações e artigos tem feito isso exaustivamente e dispensa por hora maiores explicações, (talvez algum dia eu o faça aqui no Blog).

Podemos partir de uma pergunta simples:

O que levou o filho pródigo sair da casa do Pai?

o filho prodigo
A terra distante ia ficando cada vez mais perto. Distante mesmo era a casa do pai…

Infelizmente nos dias atuais, vemos que o mundo está cheio de dúvidas, incertezas e confusão. A juventude cada vez mais enterrada em vícios, drogas e prostituições. Milhares de vida hoje são ceifadas e partem para uma eternidade sem Jesus.

Talvez você sinta desejo de conhecer novas pessoas, ter novas experiências e explorar novos mundos, tal qual o filho Pródigo. Não que isso por si só seja um pecado, de forma alguma! Isso é natural da natureza humana.

Deus nos tem dado isso para que aprendamos dia à dia. É uma maravilha! Mas, no caso do Filho Pródigo, (e de muitos que vivem hoje em dia) esse desejo foi a sua ruína. Não é o conhecer, e sim, Quem se quer conhecer, não são ter novas experiências e sim que tipo de experiências queremos ter e por fim, não é o explorar novos mundos , mas,que mundo queremos nos inserir.

Observação

nem toda história é verdadeira, entretanto certos trechos são baseado em Fatos Reais de forma que a sua totalidade representa muitas histórias da atualidade.

Certa vez uma jovem estava cansada de sua casa, de seu pastor e da sua igreja. Seu desejo era querer uma vida livre de dogmas, de religião e de igreja. Ela queria se divertir como as suas amigas faziam, ela queria conhecer outros jovens de “Mente aberta” como era os seus amigos.

E esse desejo cresceu tanto que ela por fim se decidiu: Saiu da igreja, saiu de casa e foi viver a sua vida. Sem Deus, sem pastor e sem os pais para dizer o que devia ou não fazer. E, entre baladas, noitadas e drogas seu mundo ia ruindo cada vez mais.

A semelhança do filho prodigo a terra distante ia ficando cada vez mais perto. Distante mesmo era a casa do pai… Os pródigos modernos tem as redes sociais para se comunicar, ficar em tribos duvidosas, te as mensagens instantâneas para se comunicarem.

Voltando novamente para a ilustração

A jovem queria recuperar o tempo perdido que ela julgava que perdera na casa do Senhor. Porém, como um último degrau para a corrupção mora, ela começou a se prostituir. Por mais que ela buscasse satisfazer os prazeres e desejo da carne, um vazio interior sempre ocupava o seu coração.

Vez por outra ela sentia tristeza, comoção e um nojo de si mesma como reflexo de seus atos. E na sua cabeça veio uma palavra do salmo 73 que diz: “Até que entrei no santuário…”, o único desejo que ela tinha nesse instante era voltar para casa.

Vergonha, medo, insegurança? O que prendia ela naquela vida? O que a impedia voltar? Jesus disse: Quem peca é escravo do pecado. Será que o filho pródigo sentiu isso em seu coração?

E o melhor: Como romper de vez o julgo e as cadeias do pecado e por fim se libertar?

Com a palavra o Filho pródigo: Levantar-me-ei e vou ter com o meu pai.

Essa é a resposta mais simples que uma pessoa podia receber nesse momento. O pródigo nos revela o segredo simples demais para ser aplicada, mas acredite! Simples porém muito eficaz para solucionar seu problema.

O que você pode aprender dessa situação em especifico?

  • Saiba a sua Real Condição
E caindo em si…

Nesse momento o filho pródigo tem a real percepção do seu estado. Ele descobre então, qual foi o resultado de ter se afastado do seu pai. Distante e em terras estranhas, sem o seu apoio incondicional e do seu imensurável amor o pródigo não tinha opção. O sofrimento era inevitável.

Pobreza, fome, vergonha, medo, incertezas era o restava para ele. Permita-me falar um pouco sobre a sua vida. Falo aos que sem motivo ou razão justificável tenha abandonado a Jesus, a casa de Deus e seguiu para terras estranhas como o Filho pródigo.

Faça um check list na sua vida e descubra o seu real estado. Jesus está pronto para guiar você no caminho de volta. Tenha a mesma atitude do filho que se foi e tenha um retrato perfeito do seu estado. Não importa aqui o estado que você se encontre, o que haja feito e o que você pensa que vai acontecer. Apenas faça uma reflexão e convide Jesus para está com você de novo.

  • Tome uma atitude

Levantar-me-ei

Mais que refletir e saber qual o seu estado atual a tomada de decisão é fundamental nesse processo de volta. O retorno sim, é gradativo e as vezes toma tempo. Mas temos que começar a voltar! O filho pródigo sentiu que sua vida estava no fundo do poço. Todos seus recursos financeiros tinham se esgotados, suas economias e toda sua herança. E, conforme as palavras do filho mais velho, gastou dissolutamente.

Levantar-se do seu estado atual vai custar para você uma enorme quantidade de energia, força de vontade e fé. Isso por que envolve fé, arrependimento e obediência. Fé por que ela é quem vai te permitir ter um fundamento para apoiar a sua decisão, arrependimento por que sem ele o perdão não pode ser alcançado e obediência por que envolve atitude e mudança de hábitos que só você pode mudar.

Tudo isso implica em aceitar que somos falhos, que erramos (e cá para nós: quem gosta de reconhecer isso?) implica que tomamos a pior decisão, implica em vergonha, implica que devemos abandonar o orgulho e pior ainda: assumir as responsabilidades de nossos atos.

  • A volta para o Pai era a única Opção.
E irei ter com o meu pai

Eu ão sei para você, mas eu não vejo uma outra melhor opção que ele devia tomar. O pródigo em questão já tinha sofrido um grande processo desde que saiu da casa do pai. O pai por sua vez o esperava e sabia que o seu regresso era iminente.

Porém, o seu regresso só foi possível por que ele Conhecia o Pai. Quem era esse homem? Real ou fictício? Jesus não o revelou. Mas sabemos que a figura de Deus está bem tipificada no pai da parábola. Você pode pensar que o seu regresso está impossível de ser alcançado. Quem sabe até que o pai não vai lhe aceitar.

Deus é um Deus misericordioso e que a sua restauração. A maior atitude que você toma hoje é levantar-se desse seu estado e seguir ao encontro do Pai. Haverá festa no céu quando você decidir voltar. Se você conheceu amor de Deus e andou nos seus caminho e hoje esta se sentido distante você já sabe do que estou falando.

Quando me converti, logo nos primeiros meses passei por muitas dificuldades, calúnias e algo de perseguição pelo fato de ser crente. Meu maior refúgio foram hinos que me arrancavam não só uma lágrima mais um rio de lágrimas. A palavra de Deus que muito sustentou e alimentou nos dias difíceis.

Os cultos abençoados daqueles anos, ERA UMA BENÇÃO! Saudades daqueles dias. Tive muito “motivos” para abandonar a a fé que foi entregue aos santos. Porém como falei acima: A palavra de Deus me sustentou.

Se você ficou até aqui comigo, até essas linhas finais quero que o Senhor encha você de muita força espiritual e te fortaleça para a longa caminhada. Quero me despedir por hoje com uma música daquela época. Procurei muito esse hino que me marcou muito e hoje quero que você medite nessa canção.

A paz do Senhor amados que o Espirito de Deus seja esteja sempre com você.

LEIA A BÍBLIA E SEJA ABENÇOADO

Fale para Todos que você AMA da Palavra de Deus.

0 comentário

Deixe uma resposta

LIVE OFFLINE
Loading...